Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Sul de Santa Catarina
phone_1_icon&16

 (48) 3437-4535 | (48) 3433-5579

Caminhoneiros passam madrugada na estrada e continuam protesto

Comment are off

Profissionais estão parados no trevo de São Miguel do Oeste. Não há previsão para bloqueio de estradas, segundo polícias rodoviárias.

protestocaminhoneirossaomigueldooeste

Manifestantes passaram a madrugada na estrada (Foto: PRF SC/Divulgação)

Os caminhoneiros em protesto no trevo de São Miguel do Oeste, região Oeste catarinense, passaram a madrugada no local e seguem protestando no início da manhã desta quinta-feira (19). Não há previsão de bloqueio de estradas, informou a polícia.

A manifestação é contra o aumento da gasolina e do frete e por melhores condições nas rodovias, segundo o integrante da mobilização Viomar Bonora. Os caminhoneiros começaram a parar os veículos por volta das 15h de quarta (18).

Segundo as Polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv), os manifestantes passaram a madrugada na estrada e continuavam no local até as 7h30.

Eles estão no trevo de São Miguel do Oeste, no entroncamento entre a BR-282 e a BR-163. Cerca de 70 caminhões ocupam uma das faixas da rodovia, segundo a PRF. A PMRv fala em 100 a 120 veículos. Bonora afirma que há aproximadamente 200.

A PRF explicou que os veículos estacionados estão na BR-163. A rodovia tem duas faixas em cada sentido e os caminhões estão parados na faixa da direita, tanto na direção Norte quanto na Sul, aproximadamente entre os kms 65 e 67.

protestocaminhoneirossaomigueldooeste6

Não há previsão de bloqueio da rodovia (Foto: Ederson Abi/Portal Peperi)

Veículos de passeio e ônibus passam normalmente. Caminhoneiros que não levam cargas perecíveis são convidados a participar do protesto, segundo a PRF e a PMRv.

As polícias afirmam que não há previsão de bloqueio da rodovia ou do fim da manifestação. Bonora diz que os caminhoneiros devem entregar, a partir das 7h30, panfletos com informações.

 

 

 

 

Fonte: Portal G1 – Santa Catarina

About the Author