Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Sul de Santa Catarina
phone_1_icon&16

 (48) 3437-4535 | (48) 3433-5579

REFORMA TRABALHISTA PROVOCA DEBATE INFLAMADO DURANTE SEMINÁRIO DO TRC NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Comment are off
Foto: NTC&Logística

Foto: NTC&Logística

Defensor da modernização das leis trabalhistas e de um debate inteligente em relação ao assunto, o juiz Federal, Marlos Melek, encerrou as atividades do 17º Seminário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC) dizendo que “nós não tiramos direitos do trabalhador na Reforma”. Ele foi convidado para contribuir com a redação do Projeto de Lei da Reforma Trabalhista e ministrou palestra no evento que ocorreu na tarde desta quarta-feira, 10 de maio, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

“Nós tiramos os direitos dos que não trabalham. Nós trabalhamos pelo trabalhador”, disse o deputado Federal da bancada catarinense, João Rodrigues, ao completar o discurso de Melek. Rodrigues falou, ainda, que “o verdadeiro programa social do Brasil é a assinatura da carteira de trabalho e o pagamento dos direitos trabalhistas, não o Bolsa Família”.

Em um discurso inflamado, Melek deixou seu recado e foi aplaudido de pé pela plateia. “Eu, como juiz, já li muitas obras do direito, que sempre destacam a dignidade do empregado. Mas nunca vi falar da dignidade do empregador, que é tratado sem nenhuma consideração”, afirmou. O juiz contou sobre o convite do deputado Rogério Marinho, relator da Comissão Especial da Reforma Trabalhista, para ele ajudar na redação do Projeto de Lei. “Fiquei muito honrado com esse convite e tenho a convicção de que a nossa CLT passará para um status diferenciado”, concluiu.

Marlos Melek reforçou a defesa ao setor produtivo e a importância da segurança jurídica para os empresários, por considerar esta uma das premissas da Reforma. E, em uma analogia à música interpretada pela cantora Elis Regina, “O bêbado e o equilibrista”, Melek encerrou a palestra ao comparar as problemáticas trabalhistas vivenciadas pelo TRC com a corda bamba descrita na música.

“Precisamos equilibrar, finalmente, as relações trabalhistas e dar um basta nestas milionárias reclamações na justiça. Esta é uma necessidade do empresário e uma bandeira que levantamos juntos. Defendemos firmemente e trabalhamos pela aprovação do Projeto de Lei. E com o Seminário percebemos que, em breve, isso vai acontecer e vai causar a segurança jurídica da qual tanto precisamos”, ponderou o presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli.

O painel sobre a Reforma Trabalhista também contou com a participação dos deputados federais, Rogério Marinho, Vanderlei Macris e Magda Mofatto – os dois últimos membros da Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados –, o advogado e assessor Jurídico da NTC&Logística, Narciso Fiqueirôa Junior.

Fonte: Imprensa FETRANCESC

About the Author